Resenha: Montanha da Lua - Mari Scotti

| 22 comentários
Título: Montanha da Lua
Série: A maldições dos Hallison
Autor: Mari Scotti
Editora: Amazon
Ano: 2015
Páginas: 251
Saiba Mais: SkoobAmazonFacebookAutora
Sinopse: Há séculos, uma verdade acompanha cada herdeiro do ducado de Bousquet: A Maldição dos Hallinson’s.Conta-se que a tragédia os acompanha, levando à morte as esposas em seu primeiro ano de matrimônio. Geração após geração, aprendem sua sina e a regra a seguir para possuir uma união frutífera e longa.
Octávio Hallinson Segundo sofre as consequências de não seguir esses ensinamentos. Viúvo, isolou-se da sociedade, fugindo da responsabilidade de casar-se novamente para providenciar um herdeiro para seu título. Um homem marcado pela dor.
Mical Baudelaire Nashgan sempre foi uma mulher decidida, enfrentando as ordens de sua tia e negando-se a seguir o protocolo que obrigava mulheres a procurar maridos apenas por posse de títulos e dinheiro e não por amor. O posicionamento contraditório aos costumes afastou os candidatos, tornando-a uma das únicas solteironas que sua província conheceu. A mais bela dentre elas. Uma tragédia a coloca frente aos perigos da floresta aos pés da Montanha da Lua e seu futuro torna-se incerto e assustador.

O começo da leitura do livro se deu pelo aplicativo do Wattpad, entretanto eu não consegui prosseguir com a leitura através do celular. Depois de um tempo a autora disponibilizou o livro gratuitamente na Amazon, para minha sorte. Garantido o livro fui terminar o que tinha começado e simplesmente me surpreendi.  E acredite, não me arrependi.  Foi uma noite inteira lendo Montanha da Lua, parando somente para tirar um cochilo e prosseguir novamente. 

Não me recordo como o princípio de um casamento por título, posses, riquezas e um futuro de regalias e futilidades pareceu-me desagradável e a escolha errada para qualquer uma das partes. No entanto, é o que a sociedade exige de nós. 

O livro irá trazer um cenário de época; casamentos arranjados, dotes, mulheres submissas, homens machistas e por aí vai. Mas nossa protagonista não é tão submissa quanto parece, Mical é o tipo de mulher que quer se casar por amor. O que a torna uma solteirona de trinta e poucos anos, que é a causa das brigas constantes com a sua tia Antonieta. Após sair para um passeio na casa de sua melhor amiga, Mical volta desacompanhada para casa e, ao tentar seguir um atalho para sua residência, ela é atacada. Ela só não imaginava que seu sequestrador poderia ser o Octavio Halisson, um homem cuja a reputação não é nada louvável.

- Por que me beijou?
- Para provar que sou um Hallinson.

Perseguidos por uma grande maldição, a família dos Halisson nunca conheceram a felicidade, principalmente as mulheres. Se casar com um Halisson significa a morte, será que Mical irá sobreviver a esta maldição? 

Era como se nada pudesse amedrontá-la, nada pudesse atingi-la enquanto ele estivesse perto.

Acredito que a maioria dos leitores ao ler a sinopse do livro deve imaginar que se trata de uma fantasia, entretanto, assim como eles, eu também me enganei quanto ao gênero. Montanha da Lua é um romance de época, simples assim. E você, leitor, só terá certeza disso na metade do livro (ou agora que estou dizendo). É frustante por um lado e legal por outro, afinal você é feito de trouxa uma boa parte da história. . . . 

Medo é um dos sentimentos mais impactantes que conheço, assim como o amor. Ambos possuem o poder de guiar um ser humano, levando-nos a atitudes que jamais seguiríamos em um estado normal.

O livro tem uma linguagem de fácil entendimento. Montanha da Lua foi o primeiro livro que li da autora, e agora consigo afirmar com muita certeza que Mari Scotti te conquista pela escrita, simples assim. É impossível não se envolver. O romance apresentado é um tanto conflitante, o leitor fica naquela briga eterna do "rola ou não rola?".  O senhor Octavio Halisson foi um verdadeiro desafio a minha mentalidade, como pode um homem daquele, num porte daquele, fugir tanto ? Me diz, produção? Era muito amor e ódio envolvido.

Mas nem tudo é romance, a autora foi muito além disso e trouxe uma história surpreendente, com várias alfinetadas as regras da sociedade daquela época. Tanto os personagens principais quanto os secundários são extremamente envolventes, uma salva de palmas para a tia de Mical, Antonieta. Que era nada mais nada menos que a visão do inferno em pessoa, mas que se mostrou uma das melhores personagens (coração está até doendo).

Um ponto que me deixou bastante chateada foi que, desde o inicio a autora passa uma imagem forte e determinada de Mical, porém o leitor nota a personagem se perdendo no meio da história. Isso me deixou um tanto magoada. Mas a personagem logo toma vergonha na cara e volta a ser a determinada que sempre foi.

Enfim, eu adorei ler Montanha da Lua, afinal foi uma madrugada inteira acordada e isso deve significar alguma coisa. Descobri que o livo faz parte de uma série, na qual serei obrigada a conferir (sim, sou curiosa). Recomendo a leitura para aqueles que estão em busca de um livro leve e gostoso de se ler. 
Beijos, e até a próxima. 

22 comentários:

  1. Eu estou querendo ler esse livro. Eu estou acompanhando a autora pelo facebook e minha curiosidade sobre o livro só aumenta a cada dia. Fico feliz em saber que a narrativa dele é tão boa.

    Bjs.

    http://ciadoleitor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. oie.. tenho lido coisas ótimas da autora ♥
    Adorei saber que o livro tem personagens secundários legais. Adoro personagens secundários sou atraída por eles.
    Um livro bem escrito que acredito valer bastante a pena.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  3. É muito legal quando um escritor consegue encantar sem precisar usar uma linguagem muito complexa pra isso, como você disse que fez a autora. Achei interessante também esse lance do livro parecer que vai ser uma fantasia, mas depois se tratar de apenas um romance envolvente. Me despertou interesse.
    Belo post!
    Abraços,
    Felippe
    http://chubbleeeu.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Yasmim eu não escrevi uma fantasia e vendo esse livro como romance de época, no gênero está isso. A maldição nada mais é que uma forma de mostrar as pessoas o quanto a crença em algo inexistente pode acabar com a vida de alguém. Um homem forte e determinado, uma mulher destemida e insolente... ambos tiveram suas vidas agitadas, modificadas e perderam-se justamente por causa do antagonista do livro, que não é a maldição, mas a crença nela, a crença de que uma maldição existe e pode matar. Ou seja: o medo.
    Desculpa comentar isso, mas achei prudente, não por não aceitar a crítica, mas porque eu fiquei triste de parecer que eu engano o leitor, não fiz isso, nunca indiquei como fantasia e nas redes sociais sempre reafirmo que é um romance de época. Preciso pensar em uma sinopse que deixe isso claro e se quiser me ajudar, to aceitando ajuda KKKKKKKKK, pq sério, você não é a primeira a achar que é fantasia, foi só a primeira a afirmar que se sentiu enganada. Me desculpa ta? Vou achar uma forma melhor de retratar o livro. Me ajuuuda?! kkk
    Cara, obrigada! Eu fico sempre feliz e um pouco apreensiva para ler resenhas, pq sempre acho que as pessoas não gostaram do livro, que sou ruim, etc (mal de artista!). A tia Antonieta é uma das personagens que mais me surpreenderam enquanto eu escrevia. <3
    Obrigada de novo!
    Mega beijo, Mari Scotti

    ResponderExcluir
  6. Lembrei-me um pouco do Patos Selvagens ( do Samuel Medina). Gosto dessas histórias envolvendo maldições de sangue. A capa do livro está linda! Eu costumava ter um certo preconceito com capas estampando imagens de pessoas reais, mas percebendo toda a construção dentro da imagem da capa passei e entender e aprecia-las.

    ResponderExcluir
  7. Olá!

    Conheço a Mari e ela escreve muito bem!!! Ainda não tive a oportunidade de ler, mas, mesmo sendo romance de época, que é um gênero que não curto, a leitura é válida sim, esse nacional é muito bem falado!

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oiii
    O livro até me pareceu interessante. mas eu tenho tanto livro em casa e não vi nada que me fizesse largar tudo para ler esse. então no momento vou passar. mas que bom que você gostou!
    Bjus

    ResponderExcluir
  9. Você não tem noção de como eu estou com vontade de ler esse livro, tenho lido muitas resenhas sobre ele, e pretendo adquiri-lo em breve.
    Bjs,

    Ju
    claqueteliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Yasmin morri de rir com seu comentário que a personagem toma vergonha na cara kkkk, adoro protagonistas fortes e não iria gostar dela mudar isso, li muitos elogios a esse livro, amo romances de época e esse já está em minha lista de leitura. A capa é linda. Amei sua resenha. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  11. Jéssica, um verdadeiro romance histórico que quero muito ler. Me encanta muito essa época de casamentos arranjados porque até hoje acho isso bizarro. Sei que existiu mas é difícil de imaginar e isso me encanta. Tanto quantos os dotes que eles recebiam

    ResponderExcluir
  12. Oie
    sua resenha está ótima e que bom que curtiu o livro, não é bem meu gênero mas tem um enredo interessante, então bela dica

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Olá,

    gostei da resenha, o livro parece ser bom, com cenários de época, casamentos arranjados, deu vontade de ler o livro, mas no momento não irei. www.sagaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oii.
    Que capa lindaaa, me lembrou os livros da FML Pepper outra autora que quero conhecer. Fiquei curiosa para ler esse livro.
    Beijinhos;)
    http://frescurasdamary.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Eu sou super fã dos livros da Mari. Só náo li esse ainda, porque é digital e tenho dificuldades para ler. Mas não me aguento kkk vou ter que ler esse ano. Foi bom ver a resenha dele por aqui, só confirmou o que eu já sabia, que o livro é maravilhoso. Só que ao contrário de você, eu já sabia que o livro é um romance de época, eu acho que a sinopse deixa isso a entender quando fala de casamento por título e costumes, mas fora isso eu já tinha lido algumas resenhas do livro onde os blogueiros falam isso.Enfim, quero muito ler esse livro e sei que vou amar (como todos os livros da autora)

    ResponderExcluir
  16. Yasmin, que bom que você curtiu a leitura!! Às vezes isso da personagem se perder teve que aconteccer pra própria autora conseguir continuar...
    Eu já havia visto várias vezes essa capa por aí, mas pensei que tinha algo sobrenatural, por causa do vestido vermelho da capa, mas estava completamente enganada, parece ser um não-ficção de boa qualidade. Quero logo ler!
    bjss
    http://umavidaliteraria1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oie Yasmim,
    Gostei muito da premissa, o livro parece ser muito bom, e gostei de saber que ele te prendeu, to precisando de livro assim, já vou procura na Amazon.
    Beijos
    Bru, Cantinho da Bruna

    ResponderExcluir
  18. Oii conheço a Mari desde quando ela escrevia fanfics...
    Gosto muito da escrita dela.
    Aindda não tive a oportunidade de ler nenhhum livro dela como profissional, mas morro te vontade devido as boas indicações e a critica positiva.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  19. Olá, Yasmin. Adorei a sua resenha. Tenho esse livro em meu Kindle e sempre fiquei curiosa a respeito da história, lendo sua resenha percebi que irei gostar bastante da leitura. Sem contar que essa capa é linda, fiquei apaixonada.

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Não conhecia o livro e achei a capa muito bonita e chama a atenção. Também não sou muito fã de ler no celular. Parece ser uma história instigante de não deixar você dormir rs' Gostei da sua resenha e quero conferir a história.

    Beijos!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br//

    ResponderExcluir
  21. Oeee,jurava que era uma fantasia! kkkkkk Socorro,brigado por me contar. Era capaz deu comprar,tipo quando eu comprei Selva de Gafanhotos e acabei abandonando depois de descobrir do se tratava de verdade. Enfim,não sou dos romances,então não acho que leria. Abraço!

    ResponderExcluir
  22. Oi Miih, ainda não li nada da autora, mas tenho o e-book de insonia, que bom que gostou do livro. Não sou muito fã de romances de época, mas ultimamente estou lendo tantas resenhas positivas do gênero que vou ter que procurar algo pra ler aqui.

    http://mysecretworldbells.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

O blog Miih e o Mundo Literário agradece pelo comentário.