O cenário brasileiro nos livros nacionais - Parte 2

| 7 comentários

A primeira parte do post foi um sucesso! Gostaria de agradecer a todos os autores envolvidos, que estão apoiando o blog nessa série de postagens nacionais, muito obrigado. Na semana passada tivemos a participação das autoras Tais Cortez e Janayna Bianchi. Hoje apresento vocês á Jorge Castro, Marcella Rossetti e Catia Mourão.

A ideia dessa série de posts surgiu para tentar mostrar, que sim, nós temos excelentes nacionais. E sim, eles se passam no Brasil. Nem todos os livros nacionais são ambientados no Brasil, isso vai de cada autor. E a nossa intenção é mostrar aqueles que são brasileiros por natureza. Os livros citados nas postagens foram indicados por leitores do blog, caso tenha interesse em ter seu livro apresentado nessa Maratona Nacional, entre em contato e nos envie seu material. Vamos conferir?




BLOG: Como foi escrever e descrever no seu livro o cenário brasileiro?
AUTORA: Foi muito interessante, principalmente quando recebemos o retorno dos leitores, que identificam os cenários, que muitas vezes são lugares comuns frequentados por eles ou que conheceram em algum passeio.

BLOG: Qual foi a região/lugar/cidade escolhida? E por quê ?
AUTORA: No Entre Nós, que é o primeiro livro da saga Mais Além da Escuridão, tem vários trechos que se passam na cidade de São Paulo, onde moram os protagonistas. Tem trechos que se passam no MASP outros no parque Ibirapuera..... E no Elos do Destino a história toda se passa no Rio Grande do Sul, uma parte em Porto Alegre e outra na serra Gaúcha

BLOG: O cenário brasileiro descrito nos livros nacionais ainda causa um certo pré-conceito nos leitores. Na sua opinião, isso se de a que fato?
AUTORA: Acho que esse pré conceito já está caindo. Na verdade a literatura nacional vem conquistando cada vez mais leitores e é muito gratificante poder fazer parte desse momento da nossa literatura.



BLOG: Como foi escrever e descrever no seu livro o cenário brasileiro?
AUTOR: Não foi tão difícil, para dizer a verdade. Vivo na cidade onde se passa a história, então minha maior preocupação foi em descrever as sensações que caminhar por ruas cariocas proporcionam a quem já vive aqui há algum tempo. Realmente espero ter sido claro nas descrições, e que os leitores consigam se sentir dentro da história, acompanhando de perto os personagens.


BLOG: Qual foi a região/lugar/cidade escolhida? E por quê ?
AUTOR: Escolhi duas cidades com as quais tenho alguma intimidade: Niterói e Rio de Janeiro. Justamente por entender algumas coisas sobre as duas. Por viver em ambas e conviver com quem também a chama de "lar", decidi que o Rio seria a casa ideal para a Pistoleira. Além de que, sendo uma cidade-alvo de turistas (estrangeiros no geral), eu conseguiria encaixar com maior facilidade os personagens "de fora" presentes na saga - como a Hyun-Jae, por exemplo.

BLOG: O cenário brasileiro descrito nos livros nacionais ainda causa um certo pré-conceito nos leitores. Na sua opinião, isso se de a que fato?
AUTOR: As pessoas tem preconceito com nacionais que não se passam no Brasil. Tem preconceito com nacionais que se passam no Brasil. Tem preconceito com nacionais com nomes estrangeiros, e com outros que optam por "nomes feios, parece de pobre". Tudo são fases. Vivemos em uma época onde a moda é adotar o que vem de fora, amar o que é jogado aqui dentro - ainda que a qualidade seja duvidosa -, e chutar tudo o que nós mesmos somos capazes de produzir. Há pré-conceito, sim. Vai haver por um bom tempo, e teremos de ralar para conseguir nosso tão almejado espaço nas prateleiras mundiais, mas acredito que o movimento de mudança já começou a se espalhar. Vemos cada vez mais leitores dispostos a aprender mais sobre suas origens, suas culturas, e essa alegria tem se espalhado Brasil à dentro - e à fora. Minha preocupação, para ser bem sincero, é com a minha escrita, com o modo como desenvolvo meus personagens, e em como consigo fazer as pessoas acreditarem nas minhas histórias. Obviamente terão recusas às minhas obras (e às de tantos outros) pelo simples fato de ser brasileira - ou pelo nome americano da protagonista, ainda que haja um sentido por trás dele -, mas vejo autores quebrando essas barreiras a todo momento. Acredito na nossa cultura, na nossa arte, e sei que logo aprenderemos a cultuar os próprios frutos.



BLOG: Como foi escrever e descrever no seu livro o cenário brasileiro?
AUTORA: Posso te dizer que foi perfeito, pois é muito interessante e divertido descrever o lugar que você conhece. A familiaridade permite que possamos colocar detalhes que deixa a história ainda mais real e o leitor se sente melhor inserido na cena. Eu precisei revisitar vários lugares em minha cidade para poder descrever algumas cenas, pois alguns detalhes podem ser pequenos, mas no livro fazem toda a diferença.

BLOG: Qual foi a região/lugar/cidade escolhida? E por quê ?
AUTORA: Eu escolhi minha cidade, Santos, para servir de parte do cenário e a região da Mata Atlântica ao redor. Santos é uma cidade linda, possui um centro histórico com clima antigo e enigmático durante a noite, cenário perfeito para aumentarmos o clima de mistério sobrenatural da trama.

Centro Histórico - Santos
A cidade também possui o maior porto da América Latina, o que é ótimo para encontros secretos, assassinatos e perigosas alianças. Além disso, ela possui morros verdejantes bem no meio da cidade! Cenário que com toda a certeza, é merecedor de uma grande batalha. Imagine nossos heróis entre a vida e a morte no alto do morro verdejante, cercados abaixo pelas luzes dos prédios e das ruas da cidade, mais além somente o mar escuro e, como testemunhas, as estrelas e a lua no céu. Incrível não?

O motivo de eu ter escolhido Santos, foi a minha familiaridade com o lugar, porém no segundo livro pretendo usar outras cidades brasileiras e para isso consultarei moradores locais se eu não puder viajar até lá. Acredito que ver personagens caminhando por lugares conhecidos ou dividindo a mesma cultura que a nossa é fascinante tanto para o leitor quanto para o escritor.


BLOG: O cenário brasileiro descrito nos livros nacionais ainda causa um certo pré-conceito nos leitores. Na sua opinião, isso se de a que fato?
AUTORA: Bem, na minha experiência não encontrei esse preconceito. Ao contrário, eu notei que ao falar que a trama se passava no Brasil os leitores ficavam ainda mais entusiasmados em ler. Principalmente entre os leitores adolescentes, vinham comentários como “Nossa, que legal! Se passa aqui?” ou “Que diferente! Eu sempre quis ler histórias que se passassem no Brasil”. Um dos comentários de uma leitora na Amazon explica que ela se sentiu até mais orgulhosa de ser brasileira, pois conseguiu se identificar perfeitamente com os personagens e os lugares.

Conheçam os livros dos autores:

         


          
P.S: Clicando na imagem você será redirecionada para o skoob de cada livro.

Foi isso pessoal. Finalizamos aqui mais uma parte dessa série de post's. Só tenho a agradecer aos autores que participaram e estão fazendo parte desse movimento. Muito obrigada, mesmo. E espero que vocês estejam gostando. Na semana que vem teremos nosso último post, que irá finalizar essa série da maratona nacional. Gostou? Curta e  Compartilhe com os amigos

7 comentários:

  1. Realmente é muito legal que os escritores nacionais tomem como cenário de sua obra o Brasil! Dessas obras, eu já li Filhos da Lua o legado e adorei, tanto a história, quanto o cenário pois é a cidade que eu moro, Santos. Adoro histórias que se passam no Brasil, porque hoje em dia as pessoas estão o desvalorizando tanto que fica difícil acreditar que uma coisa legal possa acontecer mas, os escritores trazem para o Brasil a diversão, além de abrir nossos olhos para vermos que em nosso país podem acontecer coisas tão legais! Eles são "mentes fora da caixa" kkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. É muito interessante que livros se passem no nosso país, porque existem poucos assim, o que os torna mais interessante. Entre os livros mencionados, pude ler Filhos da Lua: o legado, e posso afirmar com toda certeza que é o melhor livro que já li! Eu recomendo a todos!

    ResponderExcluir
  3. É muito interessante que livros se passem no nosso país, porque existem poucos assim, o que os torna mais interessante. Entre os livros mencionados, pude ler Filhos da Lua: o legado, e posso afirmar com toda certeza que é o melhor livro que já li! Eu recomendo a todos!

    ResponderExcluir
  4. Foi bom saber que estes livros se passam no brasil e baixada santista e sempre bom ver os cenários nacionais sendo privilegiados parabens a autora .

    ResponderExcluir
  5. Acho que sempre rola esse preconceito por parte de alguns leitores, mas cara... pensa, vários filmes de sucesso vivem catando cenários brasileiros para ambientarem suas histórias e ninguém fala nada. Acho isso muita hipocrisia! Já li livros nacionais e amei muito cada um. No caso de filhos da lua por exemplo, nunca fui a Santos, mas MÁrcella me colocou lá em cada uma das cenas. Foi incrível!!
    http://podistante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Maria Fernanda Moledas26 de setembro de 2015 12:53

    É muito bom saber que a literatura brasileira ainda é valorizada! Dessas obras eu li apenas Filhos da Lua e AMEI! Todas as cenas que se passam não só em Santos são muito bem feitas e descritas.
    #AMEIFilhosdaLuaOLegado

    ResponderExcluir
  7. Muito obrigada pela postagem!
    O incentivo e apoio de vocês à literatura nacional é muito importante. Adorei conhecer o que outros autores estão escrevendo em cenários nacionais. Parabéns para todos!

    ResponderExcluir

O blog Miih e o Mundo Literário agradece pelo comentário.