Resenha: A Wilde Ride - Jasinda Wilder

| 0 comentários

A WILDE RIDE

Série: Biker Billionaire, Livro 1

Autora: Jasinda Wilder | Editora: Kindle Edition

A noite em que conheci Shane Sorrenson começou como o pior da minha vida. Eu tinha acabado de terminar com meu noivo, John, depois de uma grande briga. Eu decidi que preferia ir para casa na chuva do que dirigir com ele mais um minuto. Em seguida, Shane parou ao meu lado em sua Harley. Ele era enorme, sexy e perigoso. Tudo o que eu nunca sequer ousou fantasiar. Eu deveria ter feito ele me levar para um hotel ou casa de um amigo, ou em qualquer lugar. Em vez disso, eu deixei ele me levar para o seu apartamento, onde ele virou a pior noite da minha vida para a experiência mais erótica, sensual eu nunca teria imaginado nos meus sonhos mais selvagens.
=== Resenha ===

Logo nas primeiras folhas de A Wilder Rider já pude ver um ponto negativo, ponto este que estou acostumada a sempre encontrar em livro com menos de 100 páginas: o desenvolvimento do enredo corre muito rápido, tornando assim alguns fatos extremamente forçados. Não me surpreendi quado constatei isto, mas lá o fundo eu tinha esperança de que ele fosse diferente, de que ele entrasse na pequena porcentagem de livros que conseguem correr com a trama em uma boa velocidade, fazendo com que não exista cenas forçadas, a não ser se o autor escrever falas idiotas para os personagens ou fizer realmente uma cena absurda porque deseja.
Bem, de tanto que eu ouvi falar sobre o livro Alpha desta autora, acabei criado uma grade expectativa por suas obras, o que não foi bom, pois por mais que eu não tenha ficado surpresa com seu deslize, ainda sim foi impossível não me decepcionar com a forma a qual A Wilder Rider correu. Eu realmente esperava que o livro fosse mais detalhado de uma forma que me fizesse mergulhar mais profundamente no enredo, porém diferentemente disto, a obra é tão "resumida" que me senti como se estivesse ledo um capítulo avulso de um, livro qualquer.
Infelizmente Jasinda apenas pecou ao desenvolver o enredo como se o leitor já conhecesse os personagens, quando a verdade isto é impossível!
A autora jogou uma ou outra informação sobre como a personagem principal conheceu seu noivo e pouquíssimo como era a convivência entre eles, isto fez com que eu não os conhecesse, não sentisse seus problemas e, assim sedo, não me apeguei a nenhum deles, era como se eu estivesse distante, como se alguém estivesse contando alguma história sobre um casal de amigos que eu não conhecia. Definitivamente eu detesto quando isto acontece, pois para mim as melhores histórias são aquelas que o autor consegue trazer o leitor para dentro de seu enredo, como se ele ficasse ali no cantinho de cada cena as observado acontecer.
Se não fosse este enredo tão acelerado o livro seria muito bom, pois a forma a qual a Jasinda escreve é deliciosa, pena que ela resolveu desenvolver sua história em tão poucas páginas, isto estragou todo seu trabalho.

- # -

Leona está casada da forma como seu noivo John lhe dar com tudo, ele nunca tem uma reação, ele é sempre calmo como se fosse um robô e se não bastasse isto o homem, ainda, sempre que tem uma brecha, lhe coloca para baixo com cometários idiotas sobre seu corpo. Leo não é uma mulher extremamente magra, ela tem curvas e grandes seios, o que para alguns homens não passa de excesso de peso, mas assim como também existem esses homens que não sabem apreciar uma boa carne, também existem aqueles que valorizam e gostam de mulheres deste tipo, é justamente isto que Leona vai descobrir quando abandona seu noivo e decide ir para casa a pé, sozinha e na chuva. Em meio a caminhada a mulher se depara com um motoqueiro lindo e aparentemente gentil, apesar disto, no primeiro momento Leo fica com um pé atrás e tentar se livrar dele, porém com o decorrer dos minutos de conversa a mulher nota que ele é sua única forma de sair debaixo da chuva e deixar para trás aquela rua esquisita, sedo assim Leona monta na garupa da moto do estranho, tudo o que ela tem que fazer agora era apenas rezar para que ele cumpra sua palavra e a deixe em casa sem machucá-la.

- # -

Como podem ver eu não falei muito do livro porque ele só tem 42 páginas, então se eu me aprofundasse acabaria contado tudo, mas o ponto principal que precisavam saber está bem ai. Espero que tenham gostado da resenha e que eu tenha conseguido aguçar a curiosidade de vocês.

https://lh5.googleusercontent.com/-WsKGy4SY_6k/U9RVySnP-BI/AAAAAAAAjTU/JHYo9CphCgo/s296/jessica1.png

0 comentários:

Postar um comentário

O blog Miih e o Mundo Literário agradece pelo comentário.